dual sense.jpg

TDAH x JOGOS ELETRÔNICOS

Em junho de 2020, a FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos permitiu a comercialização, sob prescrição médica, do primeiro dispositivo terapêutico digital baseado em jogos para crianças acima de 8 anos com TDAH.

No World Congress on ADHS -Virtual Event, foram discutidas novas ferramentas digitais como auxiliadoras na intervenção do TDAH.

As tecnologias devem servir para entretenimento e favorecer as interações. Podem ser usadas para estimular as habilidades e as potencialidades, porém seus riscos e benefícios precisam ser avaliados e discutidos com o seu médico.

 BENEFÍCIOS:

  1. Mecanismo de recompensa e de prazer (através da liberação de dopamina)

  2. Sensação de controle e de autorregulação

  3. Melhora da atenção

  4. Válvula de escape às pressões e às críticas do meio

  5. Senso de comunidade especialmente para aqueles com dificuldades sociais

  6. Ajuda no desenvolvimento de habilidades criativas e no planejamento de ações


RISCOS

  1. Dependência digital (perda progressiva de controle sobre o jogo)

  2. Cefaleia

  3. Dores musculares

  4. Mudanças de humor com aumento de irritabilidade

  5. Alteração no sono e no apetite

  6. Desinteresse pelas atividades sociais presenciais

  7. Negligência com as obrigações diárias


   IMPORTANTE:

  1. O tempo dedicado aos jogos deve ser no máximo de duas horas.

  2. Os pais devem ficar atentos sobre a necessidade de estabelecer as regras e horários, para que haja equilíbrio entre o tempo dedicado aos jogos e às demais atividades cotidianas.

Sempre priorizar os estudos, esportes, lazer, vida social e cultural.