Buscar
  • Dra. Ana

TDAH NA ADOLESCÊNCIA

A Tríade de Desatenção, Hiperatividade/Impulsividade permanece no período da Adolescência, com diminuição da agitação e aumento da desorganização e da dispersão, varia de acordo o com o gênero e o prognóstico depende do treinamento parental, do apoio escolar, da precocidade do diagnóstico e a presença de morbidades.


Muitos são os impactos do TDAH na adolescência entre eles citamos o prejuízo no desempenho escolar, baixa autoestima, conflitos familiares, dificuldades em fazer e manter os amigos, abandono da escola, principalmente no ensino médio e comportamentos de risco.


Mas o mais preocupante são as morbidades desenvolvidas através deste impacto. Entre eles, a ansiedade, a depressão, abuso de substâncias químicas e comportamentos de risco.


O tratamento não pode e nem deve ser negligenciado. Como na infância, recomenda-se a Terapia cognitivo-comportamental (TCC) visando informar o adolescente e capacitá-lo no manejo de seu comportamento, o uso de medicamentos estimulantes, apoio pedagógico específico às necessidades educacionais, grupos de apoio para os pais/familiares e estimular habilidades sociais e a participação de atividades coletivas.


TDAH nesta idade é um grande desafio para os adolescentes e suas famílias!

Mas lembrem-se de sempre focar em suas habilidades e potencialidades!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo