Buscar
  • Dra. Ana

PODE SE PREVENIR SUICÍDIO?

Como falar de um assunto tão doloroso para inúmeras famílias que perderam seus entes queridos dessa forma tão inexplicável? É um tema até difícil de escrever pois me remete a dor dos meus pacientes atendidos ao longo de minha prática, vidas cercadas pelo desejo de morrer. Jovens que tem a morte como única esperança para cessar a dor, vencer a angústia e interromper um sofrimento.


Estima-se que o número de tentativas de suicídio supere o número de suicídios em pelo menos dez vezes.

Uma vez que várias doenças mentais se associam ao suicídio, a detecção precoce e o tratamento apropriado dessas condições são importantes na sua prevenção. Os estudos têm demonstrado que indivíduos que padecem de esquizofrenia, transtorno esquizo-afetivo ou transtorno afetivo bipolar possuem maior risco para suicídio.


Atenção! História de tentativa de suicídio e transtorno mental são os principais fatores de risco para o suicídio.

A maneira mais eficiente de se reduzir o risco de suicídio nessas pessoas (assim como em outros transtornos mentais) é o tratamento correto do transtorno de base.


Os pedidos de ajuda não podem ser ignorados. Frases como “eu não aguento mais” “preferia estar morto” “vocês serão mais felizes sem mim” “tudo que faço dá errado, sou um perdedor”, devem soar como sinais de alerta.


A prevenção é responsabilidade de todos! Saibamos acolher, ouvir com respeito, mostrar empatia e principalmente: evitar o julgamento. Aí sim, faremos a nossa parte!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo