Buscar
  • Dra. Ana

Parte 1 - Meu filho não aprende

Meu filho não aprende. E se o problema for a escola?

Em grande parte das culturas, a escola é frequentada pela maioria das crianças, sendo responsável por uma série de mudanças cognitivas. Proporciona também, com suas regras e valores, a oportunidade para que a criança desenvolva novos relacionamentos sociais.


O aprendizado escolar representa uma enorme pressão sobre a criança. Espera-se delas excelência em matemática, leitura, compreensão de texto, capacidade de solução de problemas, socialização, habilidades esportivas, dentre outras. Mas, cada criança tem seu próprio ritmo de aprendizado, com um tempo individual para maturação das múltiplas fases do seu desenvolvimento (motor, sensorial, cognitivo etc.), e isto deve ser considerado e respeitado pela escola. E nem sempre a criança vai se adaptar à escola onde está inserida. Significa que ela é um fracasso? Absolutamente não. As escolas diferem entre si pelas suas técnicas educacionais e metodologias empregadas. Significa apenas que aquela escola não é a ideal para ela.


Lembro-me muito bem de uma paciente que foi trazida para avaliação de suas dificuldades escolares. A mãe dela foi informada pela orientadora pedagógica da escola sobre suas defasagens na leitura e de suas dificuldades em acompanhar a classe da 3ª série do ensino fundamental. Isto surpreendeu a família, pois a paciente já lia com certa fluência desde os 6 anos de idade. Após a troca por outra escola com diferente metodologia, a aluna avançou rapidamente nas suas habilidades de leitura e não foi mais constatada qualquer “dificuldade de aprendizado” como fora anteriormente.


Como saber qual é a melhor escola para a criança? Aqui vai algumas dicas para os pais: primeiro, pesquisemqual a metodologia utilizadapela escola e se estaé a maisadequada ao perfil de seu filho; depois, converse com os pais das crianças que já estão matriculadasnaquela instituição para saber o grau de satisfação deles com a escola;e por fim, lembre-se de acompanhar sempre e de perto o desempenho escolar de seu filho.Se ele está feliz, se tem prazer em ir à aula, se seu rendimento é compatível com suas habilidades cognitivas, significa que você fez a escolha correta.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo