Buscar
  • Dra. Ana

A REDE DE APOIO NAS DOENÇAS MENTAIS

Quando iniciei minha carreira como pediatra há mais de 30 anos, percebi a importância da família como o principal apoio na saúde da criança. Ao iniciar meu estágio de Pediatria Comportamental nos Estados Unidos com crianças e adolescentes com deficiências, Transtornos de aprendizagem e problemas comportamentais, tive a certeza naquela época, que a presença de uma rede de apoio, é o primeiro passo de sucesso no tratamento das doenças mentais.


O significado de apoio é suster, ajudar a manter e sustentar. Esta rede não precisa ser ampla, mas, coesa, funcional, presente, solidária e empática. Geralmente é formada por familiares, amigos, vizinhos, escolas, professores, colegas de trabalho, comunidades e igrejas.


Porque considero tão relevante a rede de apoio na Psiquiatria ?


Sua importância na saúde mental é diminuir os impactos da doença sobre o indivíduo. Os transtornos mentais são complexos, incapacitantes, geram prejuízos nas atividades sociais, acadêmicas, profissionais, pessoais e muitos deles envolvem anos de acompanhamento médico, com grande repercussão na vida financeira, especialmente nas famílias de baixa renda. Ao longo da minha jornada profissional, posso afirmar que o grau de sofrimento dos pacientes e de suas famílias é altíssimo.


Mas o pior de todos os males na saúde mental, chama-se DISCRIMINAÇÃO. Presentes em todas as classes socioeconômicas, o medo de ser visto como “louco”, “doido”, “surtado” (entre muitos outros termos pejorativos) faz com que muitos, não procurem ajuda ou desistam do tratamento, interrompendo o eventual uso dos medicamentos, com tendência a piora dos sintomas.


Apesar da importância de um sistema de saúde que seja efetivo, considero mais relevante na saúde mental, o acolhimento deste individuo pela sua rede de apoio. Num cenário perfeito, o ideal seria ter acesso a ambos.


No link abaixo¹ é um exemplo de bom resultado através de uma rede de apoio empática e sensível ao sofrimento de um atleta de um time mundialmente conhecido. Sem este apoio, talvez a notícia fosse outra.


Os transtornos mentais podem ser curados e controlados e os seus sintomas minimizados por meio de medidas de reabilitação e tratamentos específicos. A ciência avançou e impulsionou os diagnósticos e os tratamentos. A recuperação é mais efetiva quanto mais precocemente o tratamento for iniciado. É fundamental para um bom prognóstico, a aceitação da doença e o amplo apoio ao doente.


Uma rede de apoio estruturada é tão importante quanto o diagnóstico e tratamento. No meu parecer, forma a tríade perfeita na Saúde Mental.


¹https://.ge.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/caso-michael-como-funcionou-a-rede-de-apoio-no-flamengo-para-o-atacante-combater-a-depressao.ghtml

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo