ANSIEDADE DE PROVA

O perigo das expectativas

Quem nunca enfrentou uma prova com medo de não estar suficientemente preparado ou receoso de um possível fracasso? Até mesmo sentiu as mãos trêmulas, dor de barriga, suor frio e sonolência diurna devido insônia da noite anterior à prova?  Ou vivenciou o pior dos pesadelo: ter um “branco” na hora do prova esquecendo o conteúdo estudado?

Pois é, chamamos de ansiedade de prova! Tem pessoas que ficam tão estressadas que diante do desafio das provas, testes e avaliações, preferem desistir de uma carreira e de seus projetos de vida.

Seguem aqui algumas dicas de enfrentamento:

  • No dia anterior, gaste bem suas energias, faça atividade física, coma alimentos leves e com fibras. Repouse sua mente

  • Lembre-se do conteúdo memorizado e não pense no que não deu tempo de estudar

  • Organize e reveja o edital: confirme o material necessário e a documentação que precisam ser levados

  • Veja também a distância do local da prova e o tempo necessário para a chegada

  • Saia de casa com antecedência

  • No dia da prova, tome um café reforçado, leve uma barrinha de cereal e água para o intervalo

  • Na hora da prova, responda todas as questões que se sentir seguro preenchendo o gabarito. As questões que tiver dúvidas, devem ser deixadas para o final.

  • Se NÃO tiver tempo hábil, não revise as questões que você já respondeu com segurança, pois muitas vezes o nervosismo faz com que se troque a resposta certa pela errada na última hora.

  • Antes de uma prova de concurso analise bem as provas anteriores, para ter uma ideia do formato e da proposta das questões, evitando as “pegadinhas”. Veja o tempo gasto na prova de treinamento e avalie o que precisa ser melhorado


Boa Sorte!

Se não dar certo desta vez, não desista! Tente outra vez, lembre-se: só passa quem persiste!

ansiedade.jpeg